O fato de que as ações humanas agridem cada vez mais ao meio ambiente não é novidade para ninguém, não é mesmo? São décadas e mais décadas fazendo uso de agrotóxicos, poluindo mares e rios diariamente, consumindo produtos que prejudicam a fauna e a flora de maneiras incalculáveis.

Mas como reverter esse quadro? A boa notícia é que o consumo consciente tem ganho mais espaço e com ele, empresas em prol do meio ambiente vêm crescendo ao longo dos anos, e proporcionando aos seus clientes opções variadas de como gerar menos lixo e contribuir para um mundo melhor e mais sustentável.

 

 

Se você também se preocupa com esta causa e quer reduzir o lixo que produz, aqui vão três dicas iniciais:

 

1 – Repense as suas compras!

 

Além de se preocupar com a origem do produto, é muito importante analisar a sua serventia, se não é um desejo causado por influências de propagandas em massa,  qual será o tempo de utilidade do produto em questão e se o mesmo poderá ser reutilizado. Veja bem: Aqui não estamos falando sobre minar desejos e sim sobre saber filtrá-los. Compras impulsivas podem contribuir ainda mais para a degradação do planeta.

 

 

2 – Vai comer fora? Mude os seus hábitos!

Você já deve ter visto por aí empresas que vendem canudos, talheres, saquinhos e muitos utensílios de viés ecológico, para que você evite o uso dos descartáveis. Então, este é o seu momento! Opte por levar o que tem em casa e o que não tiver, planeje-se e compre. Garantimos que será uma bela ajuda ambiental a curto e longo prazo.

 

3 – Faça você mesmx!

 

 

Sempre que pensar em comprar algo, pense: “O que preciso comprar pode ser feito por mim e com os materiais que já tenho em casa?” Se a resposta for positiva, solte a criatividade sem medo!

Assim, além de gerar menos lixo na sua própria casa, consumirá menos de ambientes externos, fazendo com que eles não tenham a necessidade de repor a mercadoria que seria consumida por você.

 

Para esclarecer ainda mais o assunto, convidamos a Marcela Abdalla, estilista do atelier, para responder a algumas perguntas. Confira: 

 

 

1 – Qual é a sua principal dica para quem quer iniciar uma vida sustentável?

 

R: Não ter pressa! Ninguém vira sustentável da noite pro dia, o ideal é começar aos poucos e abrir mão do que realmente não importa e que possa subsistir de início. 

O maior erro é sair comprando um monte de coisa antes de olhar dentro de casa o que já tem. Como por exemplo: Talheres, por que  não colocar dentro de uma bolsinha e já começar a usar amanhã? Gosta de japonês? Porque não levar seu próprio hashi? Tem algum lencinho em casa? Coloque na mochila e substitua os guardanapos!

 

Coisas básicas, que já mudam muito o lixo que consumimos.

2- Para você, qual é a importância de consumir produtos de marcas veganas e sustentáveis?

R: O mundo já está muito prejudicado pelas atitudes que tomamos ao longo dos anos, precisamos começar hoje a nos preocupar com o meio ambiente, ou não teremos futuro.

Consumir de marcas que se preocupam com isso é um pequeno passo, que pode te levar a uma vida cada vez mais sustentável, então,  antes de comprar por comprar, compre o necessário, e de quem se preocupa com o mundo.

De passinho a passinho, conseguimos atingir o mundo com nossas atitudes

 

 

3 – Além da Meeck, o que faz em seu dia a dia para colaborar com a redução de produtos e ações que agridem ao meio ambiente?

 

R: Eu mesma ainda estou no caminho, cada dia aprendo mais e mudo alguma coisa. Hoje, eu levo meu Kit 0 lixo para todo lugar que vou, com hashi, talheres, copo, guardanapo e sacolas, assim, já retiro grande parte do lixo que gerava antes.

Outra coisa, é que sempre procuro fazer meus produtos de beleza, ou comprar de pessoas que se preocupam com isso. Também, outra coisa fácil de mudar, procuro ir à feira e comprar o que preciso na semana, indo a feira (pelo menos no Rio) é mais fácil de encontrar produtos fora dos plásticos, levo minhas sacolinhas e compro o que preciso, levo pra casa e guardo em recipientes de vidro.

Além disso, dentro das feiras orgânicas, você apoia microempreendedores, no caso aqui do Rio, e consegue diminuir o consumo de agrotóxicos.

 

 

4 – O que mudou desde que optou por dispensar o uso dos descartáveis?

R: Tudo, é um caminho sem volta. Toda vez que descarto algo, o coração acaba doendo, e repenso o uso daquilo. Cada vez mais eu tento tirar o que uso e é ambientalmente agressivo, de pouco em pouco vou conseguindo evoluir meus hábitos.

O mais importante é se permitir errar nesse processo, foi o que falei, você não vai virar sustentável da noite pro dia, tudo é um processo. E como em todo processo, erramos. O importante é reduzir o que pode, e o que não pode, procurar um jeito de descartar de maneira correta.

Procure por postos de coleta seletiva, ou quem busque esse lixo para você. E já existem apps que ajudam catadores de lixo, baixe-os e ajude eles também.

Obrigada por ter lido até aqui! Este é só o começo, ainda há muito o que fazer para salvar o nosso planeta! Vamos juntxs?

 

Visite o nosso Instagram e veja mais conteúdos como este 🙂