O caos do consumo e produção excessiva de peças e a crítica do coletivo Away to Mars

 

Foto Ugo Camera

 

Você sabia que uma camisa de algodão utiliza aproximadamente 2.700 litros de água? Ou que cerca de 30% da viscose produzida, tem como matéria prima árvores de florestas ameaçadas de extinção, como a Amazônia?  Por trás de um cenário de glamour, tendências, e cores, o mundo da moda tem o seu lado obscuro.

 

No último domingo (10), durante a Lisboa Fashion Week, o coletivo brasileiro Away To Mars, apresentou sua nova coleção, que carrega o nome de “Zero”, e foi feita a partir de peças que iriam parar em lixões da África, idealizada com o intuito de despertar a conscientização da sociedade sobre o consumo excessivo, e o descarte inconsciente. Incrível né?

 

Nós sabemos o quanto os incentivos de grandes marcas são importantes para abrir os nossos olhos diante de problemas reais, e por isso, apoiamos cada uma das causa com grande carinho e responsabilidade.

 

Pensando em tornar o processo da resssignificação mais claro e acessível para todxs, reunimos aqui algumas ideias do que fazer com aquela sua peça de roupa que está no fundo do armário prestes a ser descartada:

 

Patchwork

 

Muitas peças com estampas coloridas, e texturas diferente, podem ser transformadas em retalhos. Juntas, elas formam um patchwork que pode ser utilizado como manta para sofá, tapete, ou até mesmo um jogo americano. A melhor parte, é que vão ser itens exclusivos e você não vai pagar nada por eles!

 

Cúpula de abajur

 

Sabe aquele abajur antigo no cantinho da sala? Ele pode ficar novo e moderno! As roupas antigas, podem se transformar em um belo tecido para forrar a cúpula do abajur. Nós garantimos, ele vai ficar tão bonito que você nem vai lembrar como era antes!

 

Doe

 

O casaco que não nos serve mais, pode ser tudo o que uma pessoa precisa. Parece uma dica bem óbvia, no entanto é uma das mais preciosas. Ainda existem mais de 100 mil pessoas em situação de rua no Brasil, segundo pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA).

 

Estas são apenas algumas ideias, dentro de milhares. Quando começamos a exercitar nosso olhar por meio da sustentabilidade, percebemos que muita coisa que viraria lixo, pode contar uma nova história. Que tal começar hoje? Separe algumas peças que não usa mais para doar, pequenas atitudes mudam o mundo!